Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

 




Depois de 10 longos anos de desenvolvimento, Final Fantasy XV finalmente é lançado para Playstation 4 e Xbox One. A série de RPG mais amada recebe o seu mais novo e maior capítulo. 

Desenvolvido originalmente como um spin-off para o Playstation 3, Final Fantasy XV teve uma grande mudança em relação aos outros jogos da série, incluindo agora ambientes realistas e personagens mais humanos, novidade que atraiu novos jogadores, mas foi criticado por fãs de "carteirinha".

Quer conhecer melhor a história desse game fabuloso? Confira agora nossa análise de Final Fantasy XV

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

História

A história sempre foi o grande forte nos jogos da série Final Fantasy e no novo capítulo não é diferente. Final Fantasy XV faz parte da subsérie Fabula Nova Crystallis. Todos os jogos dessa subsérie são baseados numa mesma mitologia, onde existem cristais ligados à divindades. 

O jogo se passa em Eos, um mundo alternativo semelhante à Terra atual, durante um momento crítico em que quase todas as nações estão sob o domínio do Império de Niflheim

O Reino de Lucis é o único que não foi subjugado, graças aos poderes do Rei Regis Lucis Caelum CXIII e o cristal mágico dos deuses que protege o reinado. 

Mas a paz não durou muito devido a uma negociação de paz fraudulenta que colocou todo o reinado em ataque.

A rendenção 

Para revirar tal situação, o herdeiro Noctis Lucis Caelum, herdeiro do trono e protagonista do jogo, parte em uma jornada para reconquistar a pátria e encontrar o seu próprio cristal mágico, protegida em 13 tumbas reais. Juntamente com os guardiões Prompto, Gladious e Ignis, os quatro guerreiros seguem juntos nessa aventura de exploração. 

Durante toda a história do jogo, a amizade entre os quatro companheiros e outros personagens importantes, é altamente perceptível, criando um laço emocional entre o jogador e os aliados. 

A fim de expandir o universo do game sem a necessidade de lançar mais jogos, foi criado o projeto Final Fantasy XV Universe que incluem uma série de anime e um filme. Confira todo o conteúdo adicional em detalhes em nossa matéria exclusiva.

Jogabilidade

Final Fantasy XV é um RPG de ação com sistema de batalha similar ao da série Kingdom Hearts e de Type-0. Há dois modos de luta: o dinâmico em que a troca de armas e técnicas precisa ser feita de forma rápida e o estratégico em que há um cronômetro e o tempo é congelado para o jogador escolher a melhor forma de ataque e escanear as fraquezas do inimigo.

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

As armas são divididas em espadas curtas, espadas longas, adagas, pistolas, lanças, escudos, magias e armas reais. Além de equipar seu personagem, é vital equipar os outros companheiros. Cada um deles possui sua própria habilidade como Prompto que usa pistolas e Gladious que usa escudos. 

O protagonista também possui uma a habilidade especial de se transportar para o local em que lançar a arma, uma dádiva dos poderes de Regis. Com essa técnica, é possível atacar os adversários de longas distâncias e esquivar-se facilmente.

De início, as batalhas parecem confusas pela quantidade de animações ao mesmo tempo na tela, mas logo o jogador se acostuma. Uma dica é sempre usar os pontos de locomoção para abrir o campo de visão. Além disso, quanto mais distante o ataque maior é o dano causado por Noctis.

Se esquivar dos ataques adversários é resumido a pressionar um único comando, mas consome o vigor do personagem. Para restaurá-lo é preciso ir aos pontos de locomoção ou usar poções. 

Os comandos do jogo são os básicos de qualquer jogo em terceira pessoa. O vasto mundo aberto do jogo permite ao jogador seguir a sua própria ordem de missões, alternando entre secundárias e missões da história principal. Vale lembrar, que alguns pontos do mapa só serão desbloqueadas ao cumprir partes da história.

Além de caminhar, você poderá usar o Regalia para se locomover pelo gigantesco mapa e os divertidos Chocobos, presente em toda a série Final Fantasy.

Gráficos

A primeira coisa que chamou a atenção em Final Fantasy XV, sem dúvidas, foram os gráficos, e esses, realmente são incríveis. Apesar de uma renderização lenta em algumas texturas aqui ou umas roupas esquisitas ali, o jogo traz a melhor sensação de liberdade já vista em um jogo de mundo aberto. 

Depois de um longo tempo de desenvolvimento, todo o trabalho gasto no jogo sem dúvidas, valeu a pena. O game nos enche de inspiração para explorar a variedade de lugares disponíveis. 

E o que falar dos monstros gigantescos encontrados no game? Alguns deles nem cabem na tela do monitor! O nível de detalhe nos personagens principais e inimigos são perfeitos. 

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

Já os NPCs, parece que não foi dado muita atenção à eles com vários iguais e conversas limitadas entre eles, mas nada que vai fazer falta.

O RPG mais divertido de todos!

Quem jogar Final Fantasy XV não pode dizer que não se divertiu. Além de lutas acirradas e empolgantes, você também vai viajar, tirar fotos, cozinhar, pescar e o melhor de tudo, andar de “Chocobo”. 

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

Os quatro personagens são carismáticos e os diálogos entre eles são sempre divertidos.

Prompto é aquele cara que sempre faz piada de tudo e adora tirar uma “selfie”. Vez por outra em que estiver andando no Regalia, ele vai pedir para estacionar e capturar as paisagens do jogo. Prepare-se para algumas surpresas nessas fotos.

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

Ignis é o mais “certinho” da turma e seu hobby é cozinhar. Cada ingrediente que encontrar, ou animal que derrotar vai servir com uma nova receita para o herói. Esses pratos são vitais para a sobrevivência no jogo. 

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

Já Gladious é o “durão” com sua força bruta, mas o seu hobby é explorar. Quanto mais explorar o jogo, mais habilidades Gladious desenvolve.

Final Fantasy XV - uma história de amizade e redenção

Pontos negativos

Um dos pontos negativos no game é que ele pretende simular a vida real, onde tudo tem um custo e todos os dias é preciso cumprir certas atividades, algo que se torna enfadonho com o tempo. 

Por exemplo, sempre ao encerrar o dia, é preciso dormir em um acampamento ou estabelecimento para computar os pontos de XP e caso queira aumentar ainda mais suas habilidades, é preciso se alimentar de diferentes pratos.

Os chocobos só podem ser usados se alugados em determinados pontos e o Regalia tem um modo manual que não é tão manual assim. Se o jogador apenas pressionar o botão de acelerar, o carro se mantém automaticamente na pista.

Um último ponto negativo é que o jogo mistura mundo aberto com sandbox. Em vez de um aviso: “Você não pode ir por aí” e aquela “morte clássica” de lugares altos, há paredes invisíveis bloqueando o acesso a algumas área, o que tira um pouco do realismo do game.

Conteúdo vasto

Enfim, se você busca por um RPG que tenha um vasto conteúdo, personagens memoráveis, história tocante e muito conteúdo, Final Fantasy XV é um jogo que vale a pena os R$ 250. O jogo promete muitas expansões que ampliam ainda mais o seu conteúdo e atualizações constantes.


Avaliação:

Efeitos Sonoros: 5.0 5.0
Jogabilidade: 5.0 5.0
História: 5.0 5.0
Grafico: 4.5 4.5
Avaliação geral: 5.0 5.0

Por: Geovanne Medeiros em 20-Jan-2017




LANÇAMENTOS



REDES SOCIAIS